Arquivo mensal: abril 2012

Universidade Estadual da Paraíba sediará 15ª Conferência Brasileira de Folkcomunicação

A Universidade Estadual da Paraíba sedia, de 6 a 8 de junho, em Campina Grande, a 15ª Conferência Brasileira de Folkcomunicação (Folkcom 2012). Promovido com apoio da Rede de Estudos e Pesquisas em Folkcomunicação (Rede Folkcom), Cátedra Unesco/Umesp de Comunicação para o Desenvolvimento Regional e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o evento será realizado conjuntamente com o 9º Seminário Os Festejos Juninos no Contexto da Folkcomunicação e da Cultura Popular e terá como foco o tema central Festas juninas na era digital: da roça à rede.

“A decisão de realizar a conferência em Campina Grande e abordar os festejos juninos, tomada no Folkcom 2011, demonstra a importância assumida pelo ‘Maior São João do Mundo’ no cenário das grandes festas populares brasileiras”, diz o coordenador do evento Luiz Custódio da Silva.

Realizada pela primeira vez em São Paulo e, em 2011, na cidade mineira de Juiz de Fora, a Conferência Brasileira de Folkcomunicação é promovida anualmente pela Rede Folkcom, que reúne dezenas de pesquisadores da folkcomunicação do Brasil e do mundo. “Neste ano, o Folkcom e o Seminário Os Festejos Juninos irão estar unidos e concentrar, em um único local e período, professores, estudantes, profissionais e outros segmentos da sociedade, preocupados em discutir a evolução dos processos de comunicação em torno das festas de São João, desde suas origens e formas tradicionais até a divulgação multimidiática via rede mundial de computadores”, afirma o presidente da Rede Folkcom, Marcelo Pires de Oliveira.

Organizada pelo Grupo de Pesquisa e Programa de Extensão Comunicação, Cultura e Desenvolvimento do Departamento de Comunicação Social da UEPB, a conferência envolve a parceria de várias universidades e programas de pós-graduação da região Nordeste, cujas linhas de pesquisa abordam o campo da folkcomunicação, cultura popular e economia da cultura. Destacam-se entre eles o Mestrado Profissional em Formação de Professores e o Programa de Pós-Graduação em Literatura e Interculturalidade da UEPB, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da UEPB e Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), além do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
Colaboram com o evento, ainda, o Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural e Desenvolvimento Local da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). “Marcará a conferência, sem dúvida, uma oportunidade ímpar de a comunidade acadêmica prestar contribuição relevante, entre outros desafios, ao aperfeiçoamento das políticas públicas de fomento das nossas festas populares”, explica a pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da UEPB Marcionila Fernandes.

Programação e Chamada de Trabalhos – O Folkcom 2012 contará com a participação de renomados conferencistas brasileiros e estrangeiros. Além do diretor da Cátedra Unesco/Umesp de Comunicação José Marques de Melo e do presidente da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) Antonio Carlos Hohlfeldt, a programação incluirá mesas redondas e palestras com Joseph D. Straubhaar (Universidade do Texas, Estados Unidos), Alberto Pena Rodríguez (Universidade de Vigo, Espanha) e Carlos Nogueira, Lucília José Justino e Luis Humberto Marcos, de universidades de Portugal. “Esse processo de internacionalização da conferência faz avançar, principalmente até o mundo iberoamericano, o debate em torno da importância da folkcomunicação na sociedade global”, ressalta a vice-presidente da Rede Folkcom Maria Érica de Oliveira Lima.

Os interessados em apresentar trabalhos no Folkcom 2012 terão até o dia 30 de abril para enviar resumos, nas modalidades comunicação científica, relato de experiência e produção midiática. Os textos poderão ser submetidos por sócio-colaboradores da Rede Folkcom, pesquisadores, professores, estudantes, profissionais, agentes culturais e representantes de organizações governamentais, privadas e do terceiro setor.

Seguindo as normas e o modelo específico, os resumos deverão ser enviados para as coordenações dos grupos de trabalho, subdivididos nos seguintes GTs: Teorias da folkcomunicação: fundamentos e metodologia, Morfologia da folkcomunicação: gêneros e formatos, Conteúdos da folkcomunicação, Folkcomunicação e desenvolvimento e Festas juninas: da roça à rede. Caso aceito, o trabalho completo terá o prazo de 28 de maio para ser encaminhado e integrar a programação dos GTs. A publicação dos textos será feita através dos anais eletrônicos do Folkcom 2012.

Confira a Chamada de Trabalho do Folkcom 2012

Fonte: UEPB

Anúncios