Arquivo da categoria: Comunicação e Linguagens

UFRN promove VIII Mutirão Brasileiro de Comunicação

 Muticom

Com o tema “Comunicação e Participação Cidadã: Meios e Processos”, o VIII Mutirão Brasileiro de Comunicação (Muticom) será realizado entre os dias 27 de outubro e 01 de novembro de 2013, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Natal/RN. As inscrições e chamadas de trabalhos estão abertas e podem ser feitas pelo site do evento muticom.com.br. As inscrições deverão ser feitas exclusivamente pela Internet até 10/10/2013. Não serão aceitas inscrições no local do evento. A inscrição de alunos (graduação/pós-graduação), professores e técnicos da UFRN é gratuita, pelo SIGAA (eventos), no limite de 300 vagas.

Acesse as regras para submissão de trabalhos aos GTs:http://muticom.com.br/wp-content/uploads/2012/06/modelo-apresentacao-de-relatos-no-8Muticom3.pdf

Os trabalhos devem ser enviados no período de 01 de abril a 01 de julho de 2013, para o e-mail: gts@muticom.com.br. Os trabalhos serão avaliados pela equipe acadêmica do evento, no período de 02 de julho a 02 de agosto de 2013. O resultado final dos trabalhos  selecionados  será  divulgado  no  dia  12  de  agosto  de  2013,  no  site  do Muticom (www.muticom.com.br).

Maiores informações pelo e-mail: contato@muticom.com.br ou gts@muticom.com.br

Organização: Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Arquidiocese de Natal, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia (PPgEM/UFRN), Superintendência de Comunicação da UFRN, Departamento de Comunicação Social da UFRN, Centro Acadêmico Berilo Wanderley do Curso de Comunicação da UFRN e SIGNIS-Brasil.

Anúncios

Jeder Janotti da UFPE minstrará palestra na UFRN

O Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mída (PPgEM-UFRN) e Grupo de Pesquisa Pragma-UFRN, junto com o PPGCISH/Decom/UERN, promovem o Ciclo de Palestras Estudos da Mídia, com a presença do Prof. Dr. Jeder Janotti (UFPE), que irá palestrar sobre “Trajetórias comunicacionais: Análises culturalistas e experiência em torno da cultura midiática e das cenas musicais”. O evento será realizado no dia 22, segunda-feira, no Auditório de Geografia, no CCHLA, às 19h.

Jeder Silveira Janotti Junior é Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 2. É professor do quadro permanente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFPE, professor adjunto da Universidade Federal do Pernambuco e professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da UFBA . Possui graduação em Jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (1990), mestrado em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas (1994) e  doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2002), com estágio de doutoramento na McGill University (Montreal, 2000). Jeder Janotti Jr.tem experiência na área de Comunicação e Mídia, com ênfase em Cultura Midiática, atuando principalmente nos seguintes temas: música popular massiva, estudos culturais e cultura midiática. É coordenador do grupo de pesquisa Cultura, Comunicação e Música Popular Massiva, financiado pelo CNPq. Autor e organizador dos livros Aumenta Que Isso Aí é Rock and Roll, Heavy Metal com Dendê, Comunicação e Música Popular Massiva e Comunicação e Estudos Culturais.

Revista Discursos Fotográficos lança nova edição

A Revista Discursos Fotográficos acaba de publicar em meio online seu último número, no qual consta um artigo do Prof Dr Itamar Nobre, coordenador do Grupo de Pesquisa Pragmática da Comunicação (Pragma). O título do trabalho é “Imagem Fotográfica, Cultura e Sociedade” e foi feito pelo professor em parceria com Vânia Vasconcelos Gico.

A revista Discursos Fotográficos é uma publicação semestral do programa de pós-graduação em comunicação da Universidade Estadual de Londrina. Publica trabalhos inéditos (artigos científicos, entrevistas e resenhas) voltados à comunicação visual (fotografia, televisão, cinema, semiótica, design, produção gráfica, antropologia visual e outros).

Confira a revista e os artigos em PDF clicando AQUI.

Grupo de Pesquisa PRAGMA tem 14 trabalhos aprovados para o Intercom Nacional 2011

A Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, mais conhecida como Intercom, acaba de divulgar os trabalhos aceitos para a 34ª edição do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, que este ano será realizado na cidade de Recife-PE entre os dias 2 e 6 de setembro.

Dentre os artigos selecionados estão treze trabalhos oriundos do Grupo de Pesquisa Pragmática da Comunicação e da Mídia (GP Pragma), do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federa do Rio Grande do Norte. Ao todo, foram doze trabalhos selecionados para diversas Divisões Temáticas do Intercom Júnior e dois artigos para o Grupo de Pesquisa Comunicação para a Cidadania. Confira os resumos e autores dos artigos científicos.

RESUMOS DOS ARTIGOS

A Abordagem Sobre o Meio Ambiente Pelo Jornal Tribuna do Norte na Semana Nacional do Meio Ambiente (Natal/RN – Brasil – 2009)

Autores: Ádria Costa Siqueira, Tamires Camila de Rocha Oliveira, Itamar de Morais Nobre

Resumo: Analisa-se a abordagem sobre o meio ambiente pelo jornal Tribuna do Norte, durante a Semana Nacional do Meio Ambiente, compreendida no período de 01 a 07 de junho de 2009, na versão impressa do jornal. A pesquisa foi realizada através da análise de conteúdo. Constatamos a inexistência de menção à Semana Nacional do Meio Ambiente e ao Dia Internacional do Meio Ambiente, além de não existir nenhum caderno especial com temáticas ambientais abordando problemas do mundo e da cidade de Natal. Notamos que o jornal não faz nenhuma matéria especial e nenhuma abordagem de grande repercussão, mesmo em uma semana de grande importância nacional.

PALAVRAS-CHAVE: Meio ambiente; Semana do Meio Ambiente; Tribuna do Norte; jornalismo ambiental.

 

Análise do Ofício de Fotojornalista: Atribuições, Técnicas e Percepções

Autores: Luciana Salviano Marques da Silva, Itamar de Morais Nobre

Resumo: Analisa-se a prática do fotojornalista no jornal Tribuna do Norte, sediado na capital Natal, no Rio Grande do Norte, Nordeste do Brasil. Visamos examinar sua rotina, a partir das técnicas da observação participante, da entrevista aberta, pesquisa bibliográfica e do registro fotográfico. Notamos que mesmo com a chegada da tecnologia digital a dinâmica da redação continua intensa, apesar de não mais existir a produção das fotografias analógicas. Com a tecnologia digital ficou mais conveniente produzir fotografia para notícia, tendo em vista a facilitação na edição, que é precedida por uma seleção feita pelo fotógrafo com as fotografias ainda na máquina.

PALAVRAS-CHAVE: Fotojornalismo; Fotografia; Jornal; Repórter fotográfico.

A Perspectiva da Interatividade de Produtos Audiovisuais na Internet por Meio do Videocast “É Série!”

Autores: Myrianna Coeli Oliveira de Albuquerque, Maria Ângela Pavan

Resumo: Artigo desenvolvido como amostragem dos resultados obtidos no Trabalho de Conclusão de Curso apresentado no curso de Comunicação social com habilitação em Radialismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, intitulado “Videocast é Série!”. O videocast tem como tema os seriados televisivos e possui uma estrutura interativa. Com o desenvolvimento desse projeto pôde-se apresentar os desafios e possibilidades do conteúdo audiovisual interativo para a internet.

Comunicação Comunitária e Alternativa em Tempos de Convergência Digital

Autores: André Araujo da Silva, Davi Alves Mazzo da Silva, Juliana Bulhões Alberto Dantas, Juciano de Sousa Lacerda

Resumo: O atual texto objetiva apresentar aspectos e algumas reflexões sobre a comunicação comunitária na região metropolitana de Natal. Traçamos inicialmente uma conceituação assim como uma apresentação histórica da comunicação comunitária e alternativa no Brasil, para posteriormente expor os dados e reflexões resultantes de nossa experiência, coletados no projeto da Universidade do Rio Grande do Norte, Comunicação Comunitária em Rede na Região Metropolitana de Natal orientada pelo professor doutor Juciano de Sousa Lacerda que desenvolve um trabalho numa perspectiva de Ação Acadêmica Associada de pesquisa, ensino e extensão. Mostramos nesse trabalho como estão sendo utilizadas as tecnologias digitais pelos projetos de comunicação alternativa, comunitária e local na região metropolitana de Natal.

Futebol e a Marca Brasil: paixão nacional, reconhecimento internacional

Autores: Aryovaldo de Castro Axevedo Junior, Luís Roberto Rossi del Carratore, Francisco Solano Gomes Filho, Lucas Diniz Correia e Aquino e Rafael Medeiros de Oliveira

Resumo: O presente artigo relaciona o binÿmio Futebol e Marca Brasil, enfatizando o modo pelo qual este esporte conseguiu se enraizar na cultura brasileira e, em seguida, levou consigo a identidade brasileira para o resto do mundo. Um breve histórico do esporte, relatando suas origens e sua chegada em território nacional, os fatores responsáveis por transformá-lo numa grande paixão nacional e tornar-se sinÿnimo da brasilidade, com enfoque na influência dos mass media na formação da opinião pública nacional. Posteriormente, uma digressão sobre como o futebol se tornou um grande negócio e sua utilização pelo marketing, concluindo com um  breve estudo de caso sobre a marca Penalty que, valendo-se do conceito de brasilidade, busca seu reposicionamento no mercado.

Palavras-chave: Futebol; Marca Brasil; Brasilidade; Marketing; Publicidade.

Imagens no tempo presente de um olhar construído no passado, no documentário “O samba que mora em mim”

Autores: Maria Angela Pavan, Maria do Socorro Furtado Veloso

Resumo: Este artigo pretende mostrar o olhar afetivo da cineasta Geórgia Guerra Peixe em relação ao samba no documentário O samba que mora em mim. Sua escolha ao subir o Morro da Mangueira é destacar a percepção poética que resiste em seu imaginário a partir das informações que ouvia do pai, o maestro César Guerra Peixe. Para realizar o estudo entrevistamos a cineasta, coletamos informações publicadas na imprensa no período de lançamento do documentário, em fevereiro de 2011, e procedemos a uma análise fílmica. Foi possível perceber que o processo de construção das imagens seguiu o olhar reflexivo da cineasta. Ela nos oferece, a partir desta reflexão, um documento que justifica o uso da primeira pessoa, tão valorizado na contemporaneidade. Mesmo que parcialmente, este artigo tenta mostrar que as lembranças e o afeto nos conduzem ao tempo/espaço diante das imagens que são construídas ao longo de nossas vidas.

Palavras-chave: Memória e imagem; linguagem do documentário; narrativa cinematográfica, produção de sentido

Lightpainting: origem e desenvolvimento da arte de pintar com a luz

Autores: Rafaela Bernardazzi Torrens Leite, Vanessa Paula Trigueiro Moura, Itamar de Morais NOBRE

Resumo: O fotógrafo do lightpainting vivencia a fotografia como linguagem a partir da criação de uma cena representativa complexa em que o elemento base do registro fotográfico, a luz, é o referente principal insubstituível. Como técnica fotográfica, inúmeros fatores contribuem para a popularização do lightpainting, que se encontra em uma constante e contínua realidade de expansão prática. O presente artigo, devido à falta de pesquisas e material teórico na área, busca apresentar um panorama histórico, definir o quão abrangente é este conceito e expor as diversas possibilidades tipológicas e estéticas proporcionadas pela fotografia ligthpainitng. Os resultados farão parte de constatações empíricas intercaladas com estudo bibliográfico de teóricos da fotografia.

PALAVRAS-CHAVE: Lightpainting; fotografia; luz;

O Uso de Encontros de Comunicação Para Estabelecimento de “Redes” e o Debate Midiático: Uma Análise do I Encontro de Comunicação Comunitária e Alternativa da Região Metropolitana de Natal

Autores: André Araújo da Silva, Juliana Bulhões Alberto Dantas e Juciano de Sousa Lacerda

Resumo: O presente trabalho almeja refletir sobre a extensão universitária como forma de ampliar o saber acadêmico, fazendo uma análise das ações praticadas pelo projeto de ação acadêmica associada “Convergência Digital no cotidiano das práticas de Comunicação Comunitária e Alternativa em Rede na Região Metropolitana de Natal-RN”. Como resultado das ações do  projeto, citamos e analisamos o  1º Encontro de Comunicação Comunitária e Alternativa da Região Metropolitana de Natal, que aconteceu em novembro de 2010 na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, como forma de estabelecer “redes” e promover o debate midiático.

Pesquisa da Pesquisa Sobre Usos e Apropriações das TICs: um balanço aquém das expectativas

Autores: Juciano de Sousa Lacerda, Helena Velcic Maziviero

Resumo: Apresentamos neste texto o relato dos resultados da “pesquisa da pesquisa” sobre usos e apropriações das tecnologias da informação e da comunicação (TICs) em lan houses e telecentros de acesso público gratuito. Esta pesquisa da pesquisa se caracteriza pelo levantamento e sistematização de artigos publicados em revistas do Qualis/CAPES dos estratos A1 a B5, entre 2006 e 2010, a partir dos resumos indexados sobre o tema em questão, além da análise aprofundada dos textos que abordam os conceitos de “uso” e “apropriação”. O avanço e popularização das TICs parecem ainda não ter sensibilizado a produção do conhecimento científico na área da Comunicação sobre o eixo da retomada dos “usos e apropriações” como perspectiva de caracterização das práticas de cidadania cultural pelo viés do consumo das TICs.

Relato de Experiência com o repórter fotográfico Aldair Dantas no Jornal Tribuna do Norte.

Autores: Gunther Fernandes Guedes, Itamar de Morais Nobre

Resumo: Analisa-se o cotidiano de um repórter fotográfico no estado do Rio Grande do Norte – em especial o repórter fotográfico Aldair Dantas do jornal Tribuna do Norte, o jornal com a maior circulação do estado do RN. Para tanto, lançou-se mão de um estudo de caso, com visita in loco e análise da profissão. Observa-se que o repórter fotográfico estudado é recente na profissão e tem uma maior disponibilidade de acompanhamento que os demais. Conclui-se que após a análise que a maior parte dos repórteres fotográficos do estado não são graduados em comunicação social, possuindo apenas conhecimento prático na área. Nota-se ainda que a profissão ainda receba pouco valor agregado mediante análise da disposição de espaço, material, recursos, contratações e contatos com os profissionais.

PALAVRAS-CHAVE: Rio Grande do Norte; Repórter Fotográfico; Aldair Dantas; Tribuna do Norte; estudo de caso.

Repórter fotográfico in Loco: relato de experiência sobre a prática do fotojornalismo no Jornal de Hoje

Autores: Kamyla Álvares Pinto, Itamar de Morais Nobre

Resumo: Este artigo consiste em um relato de experiência sobre a visita realizada pela discente do Curso de Jornalismo ao Jornal de Hoje, com o propósito de analisar a atividade do repórter fotográfico bem como entender o diálogo produzido em sala de aula na disciplina de fotojornalismo. A atividade do repórter fotográfico, no periódico potiguar, foi acompanhada in loco e, por isso, recorreu-se a observação, que consistiu no “ouvir, olhar e perceber” o trabalho do repórter, além da entrevista, do registro fotográfico e da pesquisa bibliográfica. Percebemos aspectos relevantes que suscitam discussões sobre o fotojornalismo na era digital, na qual a sociedade passa a se relacionar de forma diferente com a imagem fotográfica.

Palavras-chave: Fotojornalismo. Jornal. Repórter Fotográfico.

Uma análise qualitativa da cobertura jornalística da morte de Michael Jackson realizada por revistas brasileiras e portuguesas

Autoras: Flávia Pessoa Serafim e Maria Erica de Oliveira Lima

Resumo: Há cerca de dois anos falecia Michael Jackson, artista que ficou mundialmente conhecido como o Rei do Pop. Sua morte foi um acontecimento significativo no campo jornalístico e, dessa forma, gerou várias coberturas em diversos veículos. O objetivo desse trabalho, portanto, é analisar a cobertura desse acontecimento realizada por revistas semanais de informação generalista de dois países lusófonos: Brasil e Portugal. Pretende-se, aqui, fazer uma análise comparativa, com o intuito de detectar diferenças e semelhanças nas coberturas realizadas por órgãos jornalísticos desses dois países. Foram trabalhadas as edições de três revistas brasileiras (Veja, IstoÉ e Época) e três portuguesas (Sábado, Focus e Visão), as quais tiveram sua publicação na semana da morte do artista.

Palavras-chave: Jornalismo de revista; cobertura jornalística; Michael Jackson; Brasil e Portugal.

Usos e apropriações das TICs: um balanço da pesquisa da pesquisa em dissertações e teses do campo da comunicação

Autores: Luciana Lima Garcia, Amanda Cínthia Medeiros e Silva, Helena Velcic Maziviero, Juciano de Sousa Lacerda

Resumo: O presente trabalho objetiva analisar os termos ‘uso’ e ‘apropriação’ quando abordados conceitualmente em 44 textos levantados a partir dos bancos de dissertações e teses dos 54 Programas de Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas I – Comunicação; tais textos foram defendidos e/ou publicados entre os anos de 2006 e 2010, e estavam disponíveis em formato eletrônico. Baseado na proposta de ‘pesquisa da pesquisa’, foi desenvolvido um quadro sistemático a partir dos resumos indexados aos trabalhos científicos, abordando objetos, objetivos, metodologia e resultados preliminares; seguido de uma análise acerca da forma como estes termos eram apresentados conceitualmente. A desconstrução metodológica das dissertações e teses evidenciou que, apesar de serem essenciais aos estudos desenvolvidos, os conceitos aqui analisados aparecem de forma pouco clara e não frequente.

 

Vozes do Morro – Fala, Mãe Luiza!

Autores: Rayanne de Azevedo Carvalho, Maria do Socorro Furtado Veloso

Resumo: Este artigo trata da experiência em comunicação comunitária encabeçada pelo jornal Fala Mãe Luiza – publicação impressa sob responsabilidade do Centro Sócio Pastoral Nossa Senhora da Conceição que circulou no bairro de Mãe Luiza no início da década de 1990 até o segundo semestre de 2009. Através de pesquisa bibliográfica e documental, buscou-se analisar as edições sob o viés da comunicação comunitária, e investigar de que forma o jornal contribuiu para o exercício da cidadania. Conclui-se que o Fala Mãe Luiza constituiu-se em espaço plural que contribuiu para a mobilização e organização dos moradores em torno de objetivos comuns pela melhoria nas condições de existência.

I Simpósio Nacional de Juventude, Resiliência e Vulnerabilidade acontece na UFRN em setembro


Entre 30 de setembro e 1º de outubro, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, acontecerá o I Simpósio Nacional: Juventude, Resiliência e Vulnerabilidade, com o tema “Juventudes da América Latina: novas propostas para velhos dilemas”. A exposição constante à violência ameaça a sobrevivência dos jovens, além de prejudicar seu bem-estar e perspectivas futuras, deixando sérias cicatrizes físicas e psicológicas. A compreensão da violência como um problema social é fundamental para a sua prevenção, que reclama a ação coordenada de diferentes setores sociais, entre eles saúde, educação e assistência social. Dessa forma, reforça-se a importância de buscar a interdisciplinaridade e articulação das diversas instâncias como perspectiva de atuação, para a prevenção e mobilização de esforços a fim de reduzir os índices da vitimização infanto-juvenis pela violência.

É com base nesse cenário que o Observatório da População Infantojuvenil em Contexto de Violência (OBIJUV) em parceria com o Grupo de Trabalho (GT) da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Psicologia (ANPEPP), denominado Juventude, Resiliência e Vulnerabilidade, coordenado pela professora Silvia Helena Koller (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), estará promovendo nos dias 30 de setembro e 01 de outubro de 2011, em Natal, o I Simpósio Nacional: Juventude, Resiliência e Vulnerabilidade, cujo tema é: Juventudes da América Latina: Novas propostas para Velhos Dilemas.

Fonte: Observatório da População Infanto-Juvenil em Contextos de Violência
Mais informações: CCHLA

Revista Vivência do CCHLA da UFRN tem colaboração na área de Comunicação

       A publicação online da Revista Vivência do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), editada pelo professor Dr. Márcio Moraes Valença (Diretor do Centro), cujo tema deste número 38, “Modernidade na América Latina”, em que teve como editores convidados os professores Maria Érica de Oliveira Lima (DECOM/Pragma) e Sebastião Guilherme Albano da Costa (DECOM), apresenta vários artigos na área de Comunicação.

Para acessar a revista clique aqui.

A Revista Vivência conta com a participação de renomados pesquisadores na área de Comunicação, como o português Jorge Pedro Sousa (UFP, Porto) e os brasileiros, Marialva Carlos Barbosa (Diretora Científica da Intercom), Antonio Teixeira de Barros e Cristiane Bernardes Brum (pesquisadores da Câmara dos Deputados).

Para os artigos clique aqui.

Livro: António Rodrigues Sampaio: jornalista (e) político no Portugal oitocentista

Este livro tem a participação da professora e pesquisadora do PRAGMA, Maria Érica de Oliveira Lima .

Autor(es): Jorge Pedro Sousa (Coord.), Mário Pinto, Sandra Tuna, Maria Érica Lima, Patrícia Teixeira, Liliana Mesquita Machado e Eduardo Zilles Borba
Colecção: Estudos em Comunicação
Ano de edição: 2011
ISBN: 978-989-654-061-4

Sinopse

António Rodrigues Sampaio é uma figura incontornável da história do século XIX em Portugal. Combatente, político, governante e jornalista, alcançou o cargo de presidente do Ministério (“primeiro-ministro”) em 1881. Este livro centra-se no Sampaio-Jornalista. Um jornalista, diga-se, longe do actual sentido que é dado à palavra, já que ele foi, principalmente, um polemista político. Procurou-se, pois, caracterizar o que era ser-se jornalista em Portugal no miolo do século XIX e determinar a forma como Rodrigues Sampaio assumiu esse papel para fazer política. Também se procurou determinar qual era o entendimento que ele tinha do jornalismo e perceber, em consequência, qual o seu contributo para a edificação do Pensamento Jornalístico Português.

Livro produzido no âmbito do projecto “Teorização do Jornalismo em Portugal: Das Origens a Abril de 1974”, referência PTDC/CC-JOR/100266/2008 e FCOMP-01-0124-FEDER-009078, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, no âmbito do Programa Operacional Temático Factores de Competitividade (COMPETE) do Quadro Comunitário de Apoio III, comparticipado pelo Fundo Comunitário Europeu FEDER.

Livro em PDF e Download : António Rodrigues Sampaio: jornalista (e) político no Portugal oitocentista

Pesquisadora do Pragma participa da Folkcom 2011

A pesquisadora do PRAGMA e professora do PPGEM/UFRN Maria Érica de Oliveira Lima coordenará o GT Folkcomunicação e Artesanato, da XIV Conferência Nacional de Folkcomunicação, de 4 a 7 de maio, em Juiz de Fora-MG. Além da coordenação de GT, Maria Érica participará como expositora da Mesa 06 – Pesquisa em Folkcomunicação: possibilidades e desafios, juntamente com Antônio Hohlfeldt (PUCRS), Sérgio Gadini (UEPG) e Orávio Soares (UNIFLU). Para mais detalhes sobre a FOLKCOM 2011 clique aqui.

Olá, mundo!

Seja bem-vindo ao blog do Grupo de Pesquisa Pragma – Pragmática da Comunicação e da Mídia: teorias, linguagens, indústrias culturais e cidadania, do Departamento de Comunicação Social da UFRN, sediado no Campus da cidade de Natal, capital do Estado do Rio Grande do Norte.

O grupo de pesquisa Pragma se constitui num processo participativo englobando as várias experiências profissionais, os aportes teóricos e as práticas nos campos da pesquisa, ensino e extensão. O grupo se fortalece com as interfaces que se criam e as interdisciplinaridades que se tornam possíveis, no contexto da renovação do corpo docente do Departamento de Comunicação Social da UFRN, configurado nos últimos cinco anos. São seis doutores, entre um e seis anos de titulação, e um professor-doutorando em Ciências Sociais na UFRN. A experiência docente e de pesquisa está entre cinco e 18 anos. A formação é diversificada tanto em área de conhecimento como em instituições de titulação: Comunicação/ECA-USP, Multimeios/Unicamp, Comunicação/Metodista, Ciências Sociais/UFRN, Processos Midiáticos/Unisinos. Os interesses de pesquisa e a produção teórica dos participantes do grupo convergem em três eixos: A) Comunicação e Linguagens, B) Indústrias Culturais, C) Comunicação e Cidadania.

Atualmente, atuamos em projetos de pesquisa, ensino e extensão, tendo 29 alunos envolvidos entre discentes de Mestrado, orientandos de Iniciação Científica, Monitoria, bolsistas de extensão, orientandos de TCC e voluntários.

Por aqui, publicaremos informes de pesquisa, de publicações, novidades no campo da comunicação, relatos de experiências teórico-metodológicas e de intervenção comunitária, entre outras coisas.