Arquivo da categoria: Mídias e Práticas Sociais

UFRN promove VIII Mutirão Brasileiro de Comunicação

 Muticom

Com o tema “Comunicação e Participação Cidadã: Meios e Processos”, o VIII Mutirão Brasileiro de Comunicação (Muticom) será realizado entre os dias 27 de outubro e 01 de novembro de 2013, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Natal/RN. As inscrições e chamadas de trabalhos estão abertas e podem ser feitas pelo site do evento muticom.com.br. As inscrições deverão ser feitas exclusivamente pela Internet até 10/10/2013. Não serão aceitas inscrições no local do evento. A inscrição de alunos (graduação/pós-graduação), professores e técnicos da UFRN é gratuita, pelo SIGAA (eventos), no limite de 300 vagas.

Acesse as regras para submissão de trabalhos aos GTs:http://muticom.com.br/wp-content/uploads/2012/06/modelo-apresentacao-de-relatos-no-8Muticom3.pdf

Os trabalhos devem ser enviados no período de 01 de abril a 01 de julho de 2013, para o e-mail: gts@muticom.com.br. Os trabalhos serão avaliados pela equipe acadêmica do evento, no período de 02 de julho a 02 de agosto de 2013. O resultado final dos trabalhos  selecionados  será  divulgado  no  dia  12  de  agosto  de  2013,  no  site  do Muticom (www.muticom.com.br).

Maiores informações pelo e-mail: contato@muticom.com.br ou gts@muticom.com.br

Organização: Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Arquidiocese de Natal, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia (PPgEM/UFRN), Superintendência de Comunicação da UFRN, Departamento de Comunicação Social da UFRN, Centro Acadêmico Berilo Wanderley do Curso de Comunicação da UFRN e SIGNIS-Brasil.

Universidade Estadual da Paraíba sediará 15ª Conferência Brasileira de Folkcomunicação

A Universidade Estadual da Paraíba sedia, de 6 a 8 de junho, em Campina Grande, a 15ª Conferência Brasileira de Folkcomunicação (Folkcom 2012). Promovido com apoio da Rede de Estudos e Pesquisas em Folkcomunicação (Rede Folkcom), Cátedra Unesco/Umesp de Comunicação para o Desenvolvimento Regional e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o evento será realizado conjuntamente com o 9º Seminário Os Festejos Juninos no Contexto da Folkcomunicação e da Cultura Popular e terá como foco o tema central Festas juninas na era digital: da roça à rede.

“A decisão de realizar a conferência em Campina Grande e abordar os festejos juninos, tomada no Folkcom 2011, demonstra a importância assumida pelo ‘Maior São João do Mundo’ no cenário das grandes festas populares brasileiras”, diz o coordenador do evento Luiz Custódio da Silva.

Realizada pela primeira vez em São Paulo e, em 2011, na cidade mineira de Juiz de Fora, a Conferência Brasileira de Folkcomunicação é promovida anualmente pela Rede Folkcom, que reúne dezenas de pesquisadores da folkcomunicação do Brasil e do mundo. “Neste ano, o Folkcom e o Seminário Os Festejos Juninos irão estar unidos e concentrar, em um único local e período, professores, estudantes, profissionais e outros segmentos da sociedade, preocupados em discutir a evolução dos processos de comunicação em torno das festas de São João, desde suas origens e formas tradicionais até a divulgação multimidiática via rede mundial de computadores”, afirma o presidente da Rede Folkcom, Marcelo Pires de Oliveira.

Organizada pelo Grupo de Pesquisa e Programa de Extensão Comunicação, Cultura e Desenvolvimento do Departamento de Comunicação Social da UEPB, a conferência envolve a parceria de várias universidades e programas de pós-graduação da região Nordeste, cujas linhas de pesquisa abordam o campo da folkcomunicação, cultura popular e economia da cultura. Destacam-se entre eles o Mestrado Profissional em Formação de Professores e o Programa de Pós-Graduação em Literatura e Interculturalidade da UEPB, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da UEPB e Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), além do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
Colaboram com o evento, ainda, o Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural e Desenvolvimento Local da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). “Marcará a conferência, sem dúvida, uma oportunidade ímpar de a comunidade acadêmica prestar contribuição relevante, entre outros desafios, ao aperfeiçoamento das políticas públicas de fomento das nossas festas populares”, explica a pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da UEPB Marcionila Fernandes.

Programação e Chamada de Trabalhos – O Folkcom 2012 contará com a participação de renomados conferencistas brasileiros e estrangeiros. Além do diretor da Cátedra Unesco/Umesp de Comunicação José Marques de Melo e do presidente da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) Antonio Carlos Hohlfeldt, a programação incluirá mesas redondas e palestras com Joseph D. Straubhaar (Universidade do Texas, Estados Unidos), Alberto Pena Rodríguez (Universidade de Vigo, Espanha) e Carlos Nogueira, Lucília José Justino e Luis Humberto Marcos, de universidades de Portugal. “Esse processo de internacionalização da conferência faz avançar, principalmente até o mundo iberoamericano, o debate em torno da importância da folkcomunicação na sociedade global”, ressalta a vice-presidente da Rede Folkcom Maria Érica de Oliveira Lima.

Os interessados em apresentar trabalhos no Folkcom 2012 terão até o dia 30 de abril para enviar resumos, nas modalidades comunicação científica, relato de experiência e produção midiática. Os textos poderão ser submetidos por sócio-colaboradores da Rede Folkcom, pesquisadores, professores, estudantes, profissionais, agentes culturais e representantes de organizações governamentais, privadas e do terceiro setor.

Seguindo as normas e o modelo específico, os resumos deverão ser enviados para as coordenações dos grupos de trabalho, subdivididos nos seguintes GTs: Teorias da folkcomunicação: fundamentos e metodologia, Morfologia da folkcomunicação: gêneros e formatos, Conteúdos da folkcomunicação, Folkcomunicação e desenvolvimento e Festas juninas: da roça à rede. Caso aceito, o trabalho completo terá o prazo de 28 de maio para ser encaminhado e integrar a programação dos GTs. A publicação dos textos será feita através dos anais eletrônicos do Folkcom 2012.

Confira a Chamada de Trabalho do Folkcom 2012

Fonte: UEPB

PROEX lança edital para participantes do Trilhas Potiguares 2012

A Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) lançou o edital que normatiza a inscrição, seleção e participação de estudantes, coordenadores e municípios que participarão do programa Trilhas Potiguares em 2012. As inscrições vão de 11 de outubro a 30 de novembro de 2011.

Para coordenar uma equipe, os interessados devem ser docentes ou servidores técnico administrativos do quadro efetivo da UFRN. Quem deseja participar como estudante deve ser alunos de graduação ou pós-graduação de qualquer curso, presencial ou à distância, da Universidade.

O formulário de inscrição está disponível no Sigaa e será apresentado automaticamente no momento em que o usuário realizar o acesso ao sistema. Os interessados em participar deverão selecionar a opção “Responder Questionário”, preencher os dados do questionário e enviá-lo através do botão “Submeter Respostas do Questionário” que será apresentado no final da página.

Os municípios interessados em receber as equipes do programa devem ser do Rio Grande do Norte e apresentar uma população de até 15 mil habitantes. Para fazer a inscrição os representantes dos municípios devem preencher a ficha de inscrição, anexa ao edital, e enviar para o e-mail trilhaspotiguares@reitoria.ufrn.br ou ainda entregar pessoalmente ou por via postal para a secretaria da Pró-Reitoria de Extensão da UFRN.

Cada equipe será composta por um coordenador e até vinte discentes da UFRN, coordenadores de atividades específicas e representantes dos municípios.

O Trilhas Potiguares é um programa de Extensão, existente desde 1995, que leva a UFRN a interagir com a comunidade de pequenos municípios do Rio Grande do Norte com até 15 mil habitantes. Nessas comunidades são desenvolvidas várias iniciativas a partir das demandas do município.

Confira os relatos e as fotos da edição de 2011 do Trilhas Potiguares no www.fotec.ufrn.br

Boletim Eletrônico do 5º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária (CBEU)

Grupo de Pesquisa PRAGMA tem 14 trabalhos aprovados para o Intercom Nacional 2011

A Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, mais conhecida como Intercom, acaba de divulgar os trabalhos aceitos para a 34ª edição do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, que este ano será realizado na cidade de Recife-PE entre os dias 2 e 6 de setembro.

Dentre os artigos selecionados estão treze trabalhos oriundos do Grupo de Pesquisa Pragmática da Comunicação e da Mídia (GP Pragma), do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federa do Rio Grande do Norte. Ao todo, foram doze trabalhos selecionados para diversas Divisões Temáticas do Intercom Júnior e dois artigos para o Grupo de Pesquisa Comunicação para a Cidadania. Confira os resumos e autores dos artigos científicos.

RESUMOS DOS ARTIGOS

A Abordagem Sobre o Meio Ambiente Pelo Jornal Tribuna do Norte na Semana Nacional do Meio Ambiente (Natal/RN – Brasil – 2009)

Autores: Ádria Costa Siqueira, Tamires Camila de Rocha Oliveira, Itamar de Morais Nobre

Resumo: Analisa-se a abordagem sobre o meio ambiente pelo jornal Tribuna do Norte, durante a Semana Nacional do Meio Ambiente, compreendida no período de 01 a 07 de junho de 2009, na versão impressa do jornal. A pesquisa foi realizada através da análise de conteúdo. Constatamos a inexistência de menção à Semana Nacional do Meio Ambiente e ao Dia Internacional do Meio Ambiente, além de não existir nenhum caderno especial com temáticas ambientais abordando problemas do mundo e da cidade de Natal. Notamos que o jornal não faz nenhuma matéria especial e nenhuma abordagem de grande repercussão, mesmo em uma semana de grande importância nacional.

PALAVRAS-CHAVE: Meio ambiente; Semana do Meio Ambiente; Tribuna do Norte; jornalismo ambiental.

 

Análise do Ofício de Fotojornalista: Atribuições, Técnicas e Percepções

Autores: Luciana Salviano Marques da Silva, Itamar de Morais Nobre

Resumo: Analisa-se a prática do fotojornalista no jornal Tribuna do Norte, sediado na capital Natal, no Rio Grande do Norte, Nordeste do Brasil. Visamos examinar sua rotina, a partir das técnicas da observação participante, da entrevista aberta, pesquisa bibliográfica e do registro fotográfico. Notamos que mesmo com a chegada da tecnologia digital a dinâmica da redação continua intensa, apesar de não mais existir a produção das fotografias analógicas. Com a tecnologia digital ficou mais conveniente produzir fotografia para notícia, tendo em vista a facilitação na edição, que é precedida por uma seleção feita pelo fotógrafo com as fotografias ainda na máquina.

PALAVRAS-CHAVE: Fotojornalismo; Fotografia; Jornal; Repórter fotográfico.

A Perspectiva da Interatividade de Produtos Audiovisuais na Internet por Meio do Videocast “É Série!”

Autores: Myrianna Coeli Oliveira de Albuquerque, Maria Ângela Pavan

Resumo: Artigo desenvolvido como amostragem dos resultados obtidos no Trabalho de Conclusão de Curso apresentado no curso de Comunicação social com habilitação em Radialismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, intitulado “Videocast é Série!”. O videocast tem como tema os seriados televisivos e possui uma estrutura interativa. Com o desenvolvimento desse projeto pôde-se apresentar os desafios e possibilidades do conteúdo audiovisual interativo para a internet.

Comunicação Comunitária e Alternativa em Tempos de Convergência Digital

Autores: André Araujo da Silva, Davi Alves Mazzo da Silva, Juliana Bulhões Alberto Dantas, Juciano de Sousa Lacerda

Resumo: O atual texto objetiva apresentar aspectos e algumas reflexões sobre a comunicação comunitária na região metropolitana de Natal. Traçamos inicialmente uma conceituação assim como uma apresentação histórica da comunicação comunitária e alternativa no Brasil, para posteriormente expor os dados e reflexões resultantes de nossa experiência, coletados no projeto da Universidade do Rio Grande do Norte, Comunicação Comunitária em Rede na Região Metropolitana de Natal orientada pelo professor doutor Juciano de Sousa Lacerda que desenvolve um trabalho numa perspectiva de Ação Acadêmica Associada de pesquisa, ensino e extensão. Mostramos nesse trabalho como estão sendo utilizadas as tecnologias digitais pelos projetos de comunicação alternativa, comunitária e local na região metropolitana de Natal.

Futebol e a Marca Brasil: paixão nacional, reconhecimento internacional

Autores: Aryovaldo de Castro Axevedo Junior, Luís Roberto Rossi del Carratore, Francisco Solano Gomes Filho, Lucas Diniz Correia e Aquino e Rafael Medeiros de Oliveira

Resumo: O presente artigo relaciona o binÿmio Futebol e Marca Brasil, enfatizando o modo pelo qual este esporte conseguiu se enraizar na cultura brasileira e, em seguida, levou consigo a identidade brasileira para o resto do mundo. Um breve histórico do esporte, relatando suas origens e sua chegada em território nacional, os fatores responsáveis por transformá-lo numa grande paixão nacional e tornar-se sinÿnimo da brasilidade, com enfoque na influência dos mass media na formação da opinião pública nacional. Posteriormente, uma digressão sobre como o futebol se tornou um grande negócio e sua utilização pelo marketing, concluindo com um  breve estudo de caso sobre a marca Penalty que, valendo-se do conceito de brasilidade, busca seu reposicionamento no mercado.

Palavras-chave: Futebol; Marca Brasil; Brasilidade; Marketing; Publicidade.

Imagens no tempo presente de um olhar construído no passado, no documentário “O samba que mora em mim”

Autores: Maria Angela Pavan, Maria do Socorro Furtado Veloso

Resumo: Este artigo pretende mostrar o olhar afetivo da cineasta Geórgia Guerra Peixe em relação ao samba no documentário O samba que mora em mim. Sua escolha ao subir o Morro da Mangueira é destacar a percepção poética que resiste em seu imaginário a partir das informações que ouvia do pai, o maestro César Guerra Peixe. Para realizar o estudo entrevistamos a cineasta, coletamos informações publicadas na imprensa no período de lançamento do documentário, em fevereiro de 2011, e procedemos a uma análise fílmica. Foi possível perceber que o processo de construção das imagens seguiu o olhar reflexivo da cineasta. Ela nos oferece, a partir desta reflexão, um documento que justifica o uso da primeira pessoa, tão valorizado na contemporaneidade. Mesmo que parcialmente, este artigo tenta mostrar que as lembranças e o afeto nos conduzem ao tempo/espaço diante das imagens que são construídas ao longo de nossas vidas.

Palavras-chave: Memória e imagem; linguagem do documentário; narrativa cinematográfica, produção de sentido

Lightpainting: origem e desenvolvimento da arte de pintar com a luz

Autores: Rafaela Bernardazzi Torrens Leite, Vanessa Paula Trigueiro Moura, Itamar de Morais NOBRE

Resumo: O fotógrafo do lightpainting vivencia a fotografia como linguagem a partir da criação de uma cena representativa complexa em que o elemento base do registro fotográfico, a luz, é o referente principal insubstituível. Como técnica fotográfica, inúmeros fatores contribuem para a popularização do lightpainting, que se encontra em uma constante e contínua realidade de expansão prática. O presente artigo, devido à falta de pesquisas e material teórico na área, busca apresentar um panorama histórico, definir o quão abrangente é este conceito e expor as diversas possibilidades tipológicas e estéticas proporcionadas pela fotografia ligthpainitng. Os resultados farão parte de constatações empíricas intercaladas com estudo bibliográfico de teóricos da fotografia.

PALAVRAS-CHAVE: Lightpainting; fotografia; luz;

O Uso de Encontros de Comunicação Para Estabelecimento de “Redes” e o Debate Midiático: Uma Análise do I Encontro de Comunicação Comunitária e Alternativa da Região Metropolitana de Natal

Autores: André Araújo da Silva, Juliana Bulhões Alberto Dantas e Juciano de Sousa Lacerda

Resumo: O presente trabalho almeja refletir sobre a extensão universitária como forma de ampliar o saber acadêmico, fazendo uma análise das ações praticadas pelo projeto de ação acadêmica associada “Convergência Digital no cotidiano das práticas de Comunicação Comunitária e Alternativa em Rede na Região Metropolitana de Natal-RN”. Como resultado das ações do  projeto, citamos e analisamos o  1º Encontro de Comunicação Comunitária e Alternativa da Região Metropolitana de Natal, que aconteceu em novembro de 2010 na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, como forma de estabelecer “redes” e promover o debate midiático.

Pesquisa da Pesquisa Sobre Usos e Apropriações das TICs: um balanço aquém das expectativas

Autores: Juciano de Sousa Lacerda, Helena Velcic Maziviero

Resumo: Apresentamos neste texto o relato dos resultados da “pesquisa da pesquisa” sobre usos e apropriações das tecnologias da informação e da comunicação (TICs) em lan houses e telecentros de acesso público gratuito. Esta pesquisa da pesquisa se caracteriza pelo levantamento e sistematização de artigos publicados em revistas do Qualis/CAPES dos estratos A1 a B5, entre 2006 e 2010, a partir dos resumos indexados sobre o tema em questão, além da análise aprofundada dos textos que abordam os conceitos de “uso” e “apropriação”. O avanço e popularização das TICs parecem ainda não ter sensibilizado a produção do conhecimento científico na área da Comunicação sobre o eixo da retomada dos “usos e apropriações” como perspectiva de caracterização das práticas de cidadania cultural pelo viés do consumo das TICs.

Relato de Experiência com o repórter fotográfico Aldair Dantas no Jornal Tribuna do Norte.

Autores: Gunther Fernandes Guedes, Itamar de Morais Nobre

Resumo: Analisa-se o cotidiano de um repórter fotográfico no estado do Rio Grande do Norte – em especial o repórter fotográfico Aldair Dantas do jornal Tribuna do Norte, o jornal com a maior circulação do estado do RN. Para tanto, lançou-se mão de um estudo de caso, com visita in loco e análise da profissão. Observa-se que o repórter fotográfico estudado é recente na profissão e tem uma maior disponibilidade de acompanhamento que os demais. Conclui-se que após a análise que a maior parte dos repórteres fotográficos do estado não são graduados em comunicação social, possuindo apenas conhecimento prático na área. Nota-se ainda que a profissão ainda receba pouco valor agregado mediante análise da disposição de espaço, material, recursos, contratações e contatos com os profissionais.

PALAVRAS-CHAVE: Rio Grande do Norte; Repórter Fotográfico; Aldair Dantas; Tribuna do Norte; estudo de caso.

Repórter fotográfico in Loco: relato de experiência sobre a prática do fotojornalismo no Jornal de Hoje

Autores: Kamyla Álvares Pinto, Itamar de Morais Nobre

Resumo: Este artigo consiste em um relato de experiência sobre a visita realizada pela discente do Curso de Jornalismo ao Jornal de Hoje, com o propósito de analisar a atividade do repórter fotográfico bem como entender o diálogo produzido em sala de aula na disciplina de fotojornalismo. A atividade do repórter fotográfico, no periódico potiguar, foi acompanhada in loco e, por isso, recorreu-se a observação, que consistiu no “ouvir, olhar e perceber” o trabalho do repórter, além da entrevista, do registro fotográfico e da pesquisa bibliográfica. Percebemos aspectos relevantes que suscitam discussões sobre o fotojornalismo na era digital, na qual a sociedade passa a se relacionar de forma diferente com a imagem fotográfica.

Palavras-chave: Fotojornalismo. Jornal. Repórter Fotográfico.

Uma análise qualitativa da cobertura jornalística da morte de Michael Jackson realizada por revistas brasileiras e portuguesas

Autoras: Flávia Pessoa Serafim e Maria Erica de Oliveira Lima

Resumo: Há cerca de dois anos falecia Michael Jackson, artista que ficou mundialmente conhecido como o Rei do Pop. Sua morte foi um acontecimento significativo no campo jornalístico e, dessa forma, gerou várias coberturas em diversos veículos. O objetivo desse trabalho, portanto, é analisar a cobertura desse acontecimento realizada por revistas semanais de informação generalista de dois países lusófonos: Brasil e Portugal. Pretende-se, aqui, fazer uma análise comparativa, com o intuito de detectar diferenças e semelhanças nas coberturas realizadas por órgãos jornalísticos desses dois países. Foram trabalhadas as edições de três revistas brasileiras (Veja, IstoÉ e Época) e três portuguesas (Sábado, Focus e Visão), as quais tiveram sua publicação na semana da morte do artista.

Palavras-chave: Jornalismo de revista; cobertura jornalística; Michael Jackson; Brasil e Portugal.

Usos e apropriações das TICs: um balanço da pesquisa da pesquisa em dissertações e teses do campo da comunicação

Autores: Luciana Lima Garcia, Amanda Cínthia Medeiros e Silva, Helena Velcic Maziviero, Juciano de Sousa Lacerda

Resumo: O presente trabalho objetiva analisar os termos ‘uso’ e ‘apropriação’ quando abordados conceitualmente em 44 textos levantados a partir dos bancos de dissertações e teses dos 54 Programas de Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas I – Comunicação; tais textos foram defendidos e/ou publicados entre os anos de 2006 e 2010, e estavam disponíveis em formato eletrônico. Baseado na proposta de ‘pesquisa da pesquisa’, foi desenvolvido um quadro sistemático a partir dos resumos indexados aos trabalhos científicos, abordando objetos, objetivos, metodologia e resultados preliminares; seguido de uma análise acerca da forma como estes termos eram apresentados conceitualmente. A desconstrução metodológica das dissertações e teses evidenciou que, apesar de serem essenciais aos estudos desenvolvidos, os conceitos aqui analisados aparecem de forma pouco clara e não frequente.

 

Vozes do Morro – Fala, Mãe Luiza!

Autores: Rayanne de Azevedo Carvalho, Maria do Socorro Furtado Veloso

Resumo: Este artigo trata da experiência em comunicação comunitária encabeçada pelo jornal Fala Mãe Luiza – publicação impressa sob responsabilidade do Centro Sócio Pastoral Nossa Senhora da Conceição que circulou no bairro de Mãe Luiza no início da década de 1990 até o segundo semestre de 2009. Através de pesquisa bibliográfica e documental, buscou-se analisar as edições sob o viés da comunicação comunitária, e investigar de que forma o jornal contribuiu para o exercício da cidadania. Conclui-se que o Fala Mãe Luiza constituiu-se em espaço plural que contribuiu para a mobilização e organização dos moradores em torno de objetivos comuns pela melhoria nas condições de existência.

Projeto de pesquisadores da PUC-SP debate sobre o Jornalismo em revista


No próximo dia 16 de agosto, a partir das 19h30 na PUC-SP (auditório Ricardo Sayeg, sala 100, primeiro andar do Prédio Bandeira de Melo) haverá o lançamento da pesquisa em hipermídia “Regimes de visibilidade em revistas”. Na ocasião haverá uma mesa redonda com participação de Christian Dunker, da USP, e Amálio Pinheiro, da PUC-SP.

Um extenso banco de dados multimídia que dá uma visão geral e crítica por meio da análise de cerca de 30 revistas: este é o DVD “Regime de visibilidade em revistas”, com navegação em hipermídia. O estudo pode ser utilizado por educadores que trabalham com crianças, adolescentes e jovens para discutir temas

O trabalho foi realizado pelo Grupo de Pesquisas em Mídia Impressa do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica da PUC-SP – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com apoio do CNPq e coordenação de José Luiz Aidar Prado. O resultado foram 400 vídeos, 1.500 imagens de revistas (femininas, masculinas, para executivos, jovens e negros e com foco em saúde e bem-estar) e 500 trechos em hipertexto. “A idéia de multifocalidade dá ao usuário a oportunidade de ouvir diversas opiniões de especialistas e outros cidadãos, ver as imagens das revistas e ler mais sobre o material”.

O material será distribuído gratuitamente para pesquisadores, professores, alunos, ONGs, instituições de ensino e outros interessados. A pesquisa ajudará também professores do Ensino Fundamental ao Universitário, profissionais que lidam com mídias, estudantes de várias áreas universitárias e interessados que lidam com cultura no dia-a-dia.

(Fonte: Compós)

XII Congresso Iberoamericano de Comunicação acontece em novembro na Bolívia

O XII Congresso Iberoamericado de Comunicação, IBERCOM, que acontece de 10 a 12 de novembro em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia. Para quem se interessar em submeter trabalhos, o prazo para envio de resumos é até 15 de agosto. O programa completo está disponível no site Imultimedia.

Chamada
La Asociación Iberoamericana de Comunicación (AssIBERCOM), la Asociación Boliviana de Carreras de Comunicación (ABOCCS), la Asociación Boliviana de Investigadores de la Comunicación (ABOIC) y la Universidad Privada de Santa Cruz de la Sierra, UPSA, proponen como tema del XII IBERCOM la “Comunicación y Derechos Humanos: Procesos de inclusión y exclusión en Iberoamérica”. La idea surge porque se considera que en el actual momento se vive una coyuntura continental que ha puesto en tensión este campo. La relación entre la comunicación y derechos humanos hoy ya no se cuestiona. Es más, ambos términos, conceptos, campos, parecen consustanciales: uno puede existir sin el otro.

Revista Folkcom divulga 17ª edição e faz nova chamada de trabalhos

Em sua 17ª edição, a Revista Internacional de Folkcomunicação apresenta ao leitor artigos e ensaios inéditos elaborados dentro do campo folkcomunicacional. Temas como religiosidade, cultura popular e gastronomia são abordados nos estudos presentes nesta nova edição da Revista Folkcom.

Além das contribuições para o campo da pesquisa acadêmica, o periódico traz resenhas literárias e musicais, conformando, assim, o caráter artístico-cultural da folkcomunicação. A jornalista (e mestranda em Comunicação) Sheila Gorski faz uma análise sobre a música da dupla maranhense Criolina, contextualizando o disco ‘Cine Tropical’ com a produção cinematográfica brasileira.

A entrevista desta edição, realizada pela professora Karina Janz Woitowicz, conta com as palavras da antropóloga Luitgarde Cavalcanti Barros, que fala sobre a pesquisa acerca da cultura popular e a importância de questionar a história. A pesquisadora conta, também, um pouco de suas vivências acadêmicas e sua relação com a figura do cangaceiro Lampião.

Chamada de Textos e Trabalhos para Revista Folkcom
Para submeter textos (ensaios, artigos, resenhas, críticas, dentre outros formatos aceitos pela publicação) para as próximas edições, os autores devem se cadastrar no Portal, a partir do link da Revista Folkcom, e encaminhar o material diretamente pelo site. Dúvidas e informações podem ser enviadas para o revistafolkcom@uepg.br.

Pragma apoia I Encontro de (in)Formação em Mídias Alternativas e Educomunicação do NE

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte será palco a partir do dia 1º para o I Encontro Nordestino de (in)Formação em Mídias Alternativas e Educomunicação. Haverá oficinas, palestras, conferências, círculos de debates, mesas-redondas, apresentações culturais, Festival (multi)Cultural, apresentação de trabalhos acadêmicos sobre Educomunicação, Mídias Alternativas e Transformações Sociais através da Comunicação, dentre outros, se dividindo em vários espaços do campus central da Universidade até o dia 03 de junho. Confira a programação completa clicando AQUI.

O evento, cujas inscrições são gratuitas (faça AQUI), é uma realização da Articulação Viração Nordeste juntamente com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, o Departamento de Comunicação da UFRN, o Departamento de Educação da UFRN, a Pró-Reitoria de Extensão da UFRN e o Programa de Pós Graduação em Educação da UFRN. Conta, ainda, com os apoios da Universidade Federal de Alagoas, da Agência FOTEC, da base de pesquisa Pragma, do Projeto Convergência, da Ong Viração Educomunicação e do grupo Jeca de Alagoas.

Mais informações: http://enformae.blogspot.com | enformae@gmail.com
Assessoria de imprensa: julianabulhoes.ad@gmail.com | (84) 8837-7029

Revista Vivência do CCHLA da UFRN tem colaboração na área de Comunicação

       A publicação online da Revista Vivência do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), editada pelo professor Dr. Márcio Moraes Valença (Diretor do Centro), cujo tema deste número 38, “Modernidade na América Latina”, em que teve como editores convidados os professores Maria Érica de Oliveira Lima (DECOM/Pragma) e Sebastião Guilherme Albano da Costa (DECOM), apresenta vários artigos na área de Comunicação.

Para acessar a revista clique aqui.

A Revista Vivência conta com a participação de renomados pesquisadores na área de Comunicação, como o português Jorge Pedro Sousa (UFP, Porto) e os brasileiros, Marialva Carlos Barbosa (Diretora Científica da Intercom), Antonio Teixeira de Barros e Cristiane Bernardes Brum (pesquisadores da Câmara dos Deputados).

Para os artigos clique aqui.